Governador exonera Delegado que investiga escândalo do lixo hospitalar

O delegado estava à frente da operação que investigava o escândalo do lixo hospitalar. O delegado Bruno Boaventura não é mais o delegado regional de Araguaína, sua exoneração saiu na noite desta sexta-feira (16), no Diário Oficial do Estado.

Em suas redes sociais o delegado lamentou a exoneração e diz que sai com muita hombridade e sentimento de dever cumprida. O delegado ainda disse que se durante seu trabalho, incomodou os malfeitores é porque o trabalho foi bem feito.

Bruno Boaventura, foi o responsável pela investigação do escândalo do lixo hospitalar que envolve o governo do Estado, e o deputado estadual e líder do governo Assembleia Legislativa, Olyntho Neto e o pai do Deputado, o ex-juiz eleitoral, João Olintho.

A empresa do pai do líder do Governo, é acusada de manter mais de 200 toneladas de lixo hospitalar em um galpão que tem como proprietário o líder do Governo, o parlamentar, Olyntho Neto (PSDB), situado no setor industrial de Araguaína.

João Olintho conseguiu, sem licitação, o contrato junto ao governo do Estado para recolher o lixo hospitalar do hospital Regional de Araguaína, além de mais outros 12 hospitais no estado pelo valor de 500 mil reais mensais.

Veja a nota do delegado publicada no seu perfil do Facebook.


Além do delegado Bruno Boaventura, também foi exonerado o delegado Adriano Carrasco, que respondia pela delegacia regional de Guaraí. Confira as exonerações publicadas no diário oficial do Estado, nessa sexta-feira (16).

Diário Oficial publicado nesta sexta-feira 16.

Deixe Seu Comentário Abaixo:

SubTenente Soley

Nascido aos 04 de abril de 1973 em Amambaí-MS. Policial Militar desde 1998, já prestou relevantes serviços para a sociedade tocantinense. Atualmente está lotado na área do 7º BPM - Batalhão Guará. Dedica-se, nas horas vagas, a escrever notícias de cunho informativo, jornalístico e político.

SubTenente Soley has 67 posts and counting. See all posts by SubTenente Soley