Redução para 10 secretarias estaduais e corte de comissionados em 50%

As reformas que estão sendo gestadas pelo governo Mauro Carlesse (PHS) para reenquadramento do Estado à Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) pretendem manter no máximo dez secretarias na estrutura.

Hoje, entre as secretarias e aquelas pastas que têm esse status, são 19. A ideia é fundir setores afins.

Quanto aos cargos comissionados, a redução promete ser bastante drástica. Em algumas áreas, serão diminuídos em até 50%.

E não serão apenas exonerações, essas vagas serão extintas para que depois não haja condições de serem preenchidas por pressão política, como aconteceu, por exemplo, no governo Siqueira Campos, após a demissão em massa realizada em janeiro de 2011.

Os contratos não podem ser interrompidos agora, ainda por causa dos efeitos da legislação eleitoral, que impede exonerações e contratações 90 dias antes das eleições e até a posse do eleito.

No entanto, conforme vencem, não há renovação.

Na sexta-feira, 16, o governo já fez algumas mudanças de nomes de pastas, que, segundo palacianos, são preparativos para o que vem por aí.

Além disso, também exonerou centenas de comissionados e tirou funções comissionadas de servidores efetivos.

Deixe Seu Comentário Abaixo:

SubTenente Soley

Nascido aos 04 de abril de 1973 em Amambaí-MS. Policial Militar desde 1998, já prestou relevantes serviços para a sociedade tocantinense. Atualmente está lotado na área do 7º BPM - Batalhão Guará. Dedica-se, nas horas vagas, a escrever notícias de cunho informativo, jornalístico e político.

SubTenente Soley has 67 posts and counting. See all posts by SubTenente Soley